domingo, 31 de março de 2013

E se hoje estou triste é porque escrevo palavras inspiradas em um amor idealizado.
Não...não aquele amor pautado em um romantismo exacerbado, mas inspirado nas nossas próprias vontades e desejos de amar, do nosso jeito.
Deve ser por isso que dói tanto viver a impossibilidade de nos amar.
Eu queria aquela vida simples e segura ao seu lado.
Você sendo música e eu a poesia.




"Meu grande amor da minha vida
É tão teu
O gosto da minha mordida..."



2 comentários:

  1. Super me inspirou e me descreve em muitos momentos, inclusive esse.
    Lindas as coisas q vc sente, amiga. =*

    ResponderExcluir